Voltar

A fonoaudiologia é a área profissional voltada à comunicação humana. O fonoaudiólogo atua com promoção, prevenção, avaliação e tratamento nas áreas de voz, linguagem, audição e motricidade orofacial, podendo ainda atuar no contexto da saúde coletiva e da educação.

O mercado de trabalho para os fonoaudiólogos é bastante aquecido... Você sabia?

Onde trabalha um fonoaudiólogo...
Trabalha nos setores público e privado, em clínicas, consultórios, escolas, hospitais, creches e berçários e em emissoras de rádio e televisão. 

No Brasil, a procura pelo profissional é grande. Existe oportunidade para atendimento em todas as idades, desde o bebê ao idoso. 
O uso contínuo de fone de ouvido por adolescentes ocasiona aumento nos problemas de audição, colocando o especialista em audiologia em evidência. Há boa demanda em empresas que fabricam e vendem aparelhos auditivos. 
Outra área que ganha espaço é a de preparação da voz de profissionais como atores, cantores, apresentadores de TV, contadores de histórias e até políticos. 
O aumento da necessidade da presença de fonoaudiólogos em ambiente hospitalar, auxiliando a promoção de altas mais rápidas e seguras dos pacientes internados, exige a presença desse profissional para a intervenção em disfagia.
A realidade atual de inúmeras crianças apresentando atrasos de linguagem simples ou associados a síndromes, transtornos e disfunções neuromotoras necessita do profissional fonoaudiólogo que intervenha em linguagem, fazendo atendimentos clínicos e domiciliares.
O fonoaudiólogo tem a capacidade de detectar, e inclusive prevenir, problemas de linguagem, que têm sido apontados como uma das principais causas das dificuldades escolares enfrentadas por algumas crianças. A participação da fonoaudiologia, em conjunto com a equipe pedagógica, através de ações preventivas, colabora com a escola, tanto na melhora do desempenho do aluno, como na diminuição do fracasso escolar.

O que você pode fazer...
Audiologia: elaborar programa de prevenção e promoção da saúde auditiva, realizar diagnóstico audiológico e reabilitação, selecionar e adaptar próteses auditivas, atuar na desordem do processamento auditivo central (DPAC).
Disfagia: diagnosticar e tratar pacientes com transtornos da deglutição.
Fonoaudiologia educacional: elaborar, acompanhar e executar projetos, programas e ações educacionais que contribuem para o desenvolvimento de habilidades e competências comunicativas (linguagem oral e escrita, audição, motricidade orofacial e voz) de educadores e educandos visando à otimização do processo ensino-aprendizagem.
Fonoaudiologia neurofuncional: avaliar, diagnosticar e reabilitar pessoas com alterações neurofuncionais, atuando nas sequelas de danos ao sistema nervoso central ou periférico.
Fonoaudiologia do trabalho: desenvolver programas de conservação auditiva, vocal, dentre outras, detectar e diagnosticar riscos fisiológicos em situações reais de trabalho, e possibilitar a permanência do profissional no trabalho em sua plena capacidade.
Gerontologia: prevenir, avaliar, diagnosticar e tratar os transtornos relacionados à audição, equilíbrio, fala, linguagem, deglutição, motricidade orofacial e voz de idosos.
Linguagem: prevenir, diagnosticar e tratar transtornos na fala, na escrita e nos atrasos de linguagem simples ou associados a síndromes e disfunções neuromotoras.
Motricidade orofacial: prevenir, diagnosticar, habilitar e reabilitar funções relacionadas à respiração, sucção, mastigação, deglutição e articulação da fala, além de atuar, também, em estética facial.
Neuropsicologia: prevenir, avaliar, tratar e gerenciar os transtornos que afetam a comunicação humana e sua interface com a cognição.
Saúde coletiva: construir estratégias de planejamento e gestão, e atuar na atenção à saúde a partir do diagnóstico de grupos populacionais.
Voz: prevenir, avaliar, aperfeiçoar e tratar da voz falada e cantada. Auxiliar profissionais, como cantores, jornalistas, atores, apresentadores e professores, na postura vocal em suas atividades.
Fluência: avaliar, promover, orientar, proteger e recuperar a saúde daqueles que têm alteração na fluência. Diagnosticar, habilitar e reabilitar os transtornos relacionados à gagueira.

E agora que você já sabe tudo sobre o curso de Fonoaudiologia, que tal curtir a nossa página no Facebook (Fonoaudiologia UniREDENTOR) e Instagram (@fonoredentor) e não perder nenhum conteúdo sobre essa carreira? 
Ensino de qualidade? Venha para UniREDENTOR!